27/12/2014

FELIZ 2015




A
 todos que costumam frequentar este espaço eu desejo um Feliz 2015. Que o Novo Ano que está quase a chegar seja de muita alegria e felicidade para todos vós. 




Entretanto informo que as fotos anteriores eram de Lisboa. A saber:
1ª Igreja de Campo de Ourique
2ª Basílica da Estrela
3ª Aqueduto das Águas-Livres
4ª Jardim do Aqueduto.
Que Deus derrame sobre vós as Suas Bençãos.

04/11/2014

DESTA VEZ SÃO DUAS


Estas duas imagens, pertencem à mesma cidade. Quem é capaz de me dizer como se chama?
Desta vez dou uma dica. As fotos são de uma cidade da península ibérica, mas não de Portugal.






A foto anterior era do rio Caldo no Parque Nacional Peneda-Gerês

07/10/2014

LA ALCAZABA - MÁLAGA


Ir a  Málaga (Espanha) e não visitar a fortaleza de La Alcazaba, é como ir a Lisboa e não ver os Jerónimos.

A fortaleza data do século VIII, apesar de que grande parte da estrutura pertence à metade do século XI. Se entra através da porta conhecida como a Porta do Cristo, onde se celebrou a primeira missa depois da tomada de Málaga pelos cristãos.




Vários ângulos do exterior






A fortaleza constitui um dos museus militares mouros melhor preservados na Espanha. Fez parte do sistema defensivo da Málaga árabe e esteve unida às muralhas da cidade, já desaparecidas.



A Alcazaba constitui-se sobre uma dupla muralha e torres retangulares. Desde a rampa de acesso que faz zig zag e começa na rua Alcazabilla, você poderá apreciar como a parede de tijolo que ainda resta “escala” a montanha.



 Logo depois de cruzar o Arco do Cristo, se pode apreciar os jardins árabes com maravilhosas fileiras de vegetação cobertas por buganvillas, jasmins e madresilvas.




 Portas fortificadas, decoradas com colunas e capitéis romanos vão marcando o agradável passeio. Este labirinto de entradas e recôncavos torna o longo caminho a percorrer ainda mais divertido.


Uma vez estando na parte alta da muralha, não há como perder as atrativas vistas da cidade de Málaga e o porto. Finalmente, aproveite o máximo de sua visita à fortaleza indo ao museu arqueológico, o teatro romano e o castelo de Gibralfaro.


Pormenor do interior de uma sala




As fotos são minhas, o texto é  quase na totalidade DAQUI

07/09/2014

S. JOÃO DA SERRA

E ninguém descobriu onde estava.  Pois bem o local do post anterior era S. João da Serra, cuja freguesia é composta pelos seguintes lugares: Bispeira, Cercal, Conlela, Covelinho, Muro, S. Joane, Carvalhalva e Portelinhos.
A freguesia de S. João da Serra situa-se na margem direita do Rio Vouga, estendendo-se numa das encostas da serra da Gralheira.
Aquele rio, a sul, e o rio Teixeira, a ocidente, constituem duas fronteiras naturais que não só trazem abundância de águas para irrigarem os campos e fazerem girar os rodízios dos moinhos, como também oferecem uma paisagem de rara beleza e condições favoráveis para a pesca de barbos, trutas e bogas.
No início do século XVI, a freguesia de S. João da Serra aparece integrada na de Sejães, com os seguintes lugares e respectivos fogos, conforme se conclui das informações obtidas no 1.º recenseamento feito em Portugal por ordem de D. João III, em 1527.


No princípio do séc. XVIII, segundo o Pe. Carvalho da Costa, S. João da Serra era curato da apresentação do vigário de Oliveira de Frades: “ O seu termo tem duas (Paróquias) anexas, São Martinho de Sejaens com sessenta vizinhos, e São João da Serra oitenta, ambas curados” (1)
Por todas as terras de Lafões e, designadamente, nas terras de S. João da Serra, a presença árabe ficou registada sobretudo nas lendas, que, ainda hoje, as pessoas idosas contam. Segundo uma dessas lendas, no lugar de Piar da Ponte existe um penedo denominado “Pedra Moira”, onde aparecia uma moura sentada e rodeada de jóias. Os pastores, quando passavam por aquele local com o gado, conversavam com ela. Esta dava-lhes o seguinte aviso: - não tenham medo de mim quando me virem levantada, pois vos darei toda a riqueza se não me assustarem.
    Certo dia, a moura levantou-se e os pastores ficaram amedrontados ao verificarem que ela era metade cobra. Perante tal fenómeno, assustaram-se e, de repente, a pedra abriu-se, formando uma fractura, ao mesmo tempo que a moura desaparecia com todas as suas jóias.
    Deste modo, o homem associou os fenómenos naturais – pedra e cobra – à presença histórica dos muçulmanos no território português durante cinco séculos.



(1)    Pe. A. Carvalho da Costa, Corografia 
Portuguesa, Tomo II, Lisboa, 1708, p.214


 Texto extraído da Monografia de Oliveira de Frades – Edição da Câmara Municipal - 1991



29/08/2014

POR ONDE ANDO EU?

Com o calor que tem feito decidi procurar um local mais fresco
 Encontrei esta espécie de paraíso. O pior é que já não sei onde estou.
Aqui há um barco. Mas onde pára o barqueiro?


Bom amigos, a pergunta é: Quem sabe onde me perdi?
Que local é este?

24/08/2014

A GEIRA ROMÂNICA

Ora bem já me encontrei. Então eu andava pelo Parque Nacional da Peneda Gerês, e os marcos mostrados pertencem à Geira Românica.

A Geira românica também referida como Via Nova, ou ainda Via XVIII   do itinerário de Antonino é uma estrada romana que ligava duas importantes cidades romanas na península Bracara Augusta e Astúrica  Augusta, as atuais cidades de Braga em Portugal e Astorga em Espanha., num percurso de quase 318 Kms passando pelo meio da Serra do Gerês , como o comprovam estes marcos, e restos de pontes                                                                                                                                                                                         AQUI   ou AQUI  podem encontrar toda a história do local.                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                  



23/08/2014

CÁ ESTOU DE NOVO PERDIDA


Ora bem a "desmiolada" perdeu-se de novo. Num sítio onde há estes "grandes calhaus"  Sem saber para onde me virar procurei um placar para saber onde estava e se estes pedras são ou não históricas. Posso apostar que sim já que consegui ver algumas inscrições. Ora bem alguém sabe onde estou e o que representam estes cilindros de pedra?

12/08/2014

PEDRAS PARIDEIRAS


Parece que ninguém descobriu o que era a foto anterior. Então aqui vai a explicação.
Aqui há anos, ouvi a Isabel Silvestre, essa linda voz de Manhouce falar de duas coisas que eu não conhecia. A Frecha da Mizarela, ou Mijarela como dizem na zona, e as pedras parideiras.
Confesso que fiquei curiosa e resolvi na primeira oportunidade ir ver esse fenómeno, pois pedras a parir pedras era coisa que não me cabia na cabeça. A oportunidade chegou em 2009. E não a desperdicei.
Na serra de Freita, no lugar de Castanheira, a poucos kms da da Famosa Frecha, (uma queda de água de 70 m de altura) mas defronte para ela ficam as tais pedras parideiras.
Fenómeno de granitização único no país e raríssimo no mundo inteiro.Datam de há mais de 280 milhões de anos, segundo a inscrição que lá está. Ao que se sabe, idêntico fenómeno só será conhecido numa região da Ucrânia, na Rússia.Trata-se de um afloramento granítico que tem incrustados nódulos envolvidos por uma capa de biotite em forma de disco biconvexo, os quais, por efeito da erosão, se soltam da pedra-mãe - daí a denominação de "parideiras" As pedras pequenas parecem medalhões e parece que antigamente ficavam por lá. Depois os turistas começaram a levá-las de recordação, e os próprios aldeões de Castanheira, as recolhem para depois as oferecerem aos turistas a troco de dinheiro. Quem tiver curiosidade de saber mais , na internet há muitas páginas sobre o assunto e até a explicação científica.




20/07/2014

O QUE É ISTO?

Nas minhas andanças pelo País, encontrei algures isto. Alguém sabe o que é?
 E onde fica? 




A foto anterior era do Badoca  Safari Park no Baixo Alentejo  Quem quiser conhecer melhor procure na net.


Uma boa semana para todos

12/07/2014

OLHA AGORA! ONDE SERÁ ISTO?

Hoje perdi-me por aqui e não sei onde estou. Mas sei que não estou no Jardim Zoológico. Já é uma ajuda. Mas não chega. Alguém me orienta?


A foto anterior é da Serra da Estrela em pleno mês de Agosto. A zona fotografada, é a da cascata que estava completamente seca na altura. 

08/07/2014

OLHEM EU PERDIDA DE NOVO

E cá estou eu de novo perdida. Quem me ajuda? E me diz onde estou?


A imagem anterior era realmente do Santuário de Nª Senhora de Fátima, na Cova de Iria. Muito fácil para todos os católicos, tanto mais que o mundo inteiro, já viu as imagens, aquando das visitas papais.

04/07/2014

HOJE PERDI-ME POR AQUI. ALGUÉM ME DIZ ONDE ESTOU?

Ora bem esta é muito fácil. Quem me diz onde me encontro ?





A Foto anterior era do Algarve sim.  Mais exatamente da Ponta da Piedade em Lagos, recentemente eleita pelo conhecido jornal americano Huffington Post como provavelmente.  a mais bonita do mundo. "Difícil de olhar de tão bonita que é"

30/06/2014

OUTRA VEZ PERDIDA


Desta vez perdi-me não onde Judas perdeu as botas, mas onde certa princesa Moura, perdeu o seu "delicado" sapatinho.  Alguém que me diga por favor onde estou...




A foto anterior é do forte de Peniche. Pode não dizer nada para os amigos/as de além mar, mas para os portugueses, é bem conhecido, por ser um dos piores locais de prisão e tortura durante o regime fascista.


Uma boa semana para quem por aqui passar.

08/06/2014

ALGUÉM SABE ONDE ME PERDI?


Bom amigos, mais uma vez ando perdida. Ainda não vi a placa da cidade. Sabem onde estou?








Entretanto a foto anterior não era da China, nem da Índia, nem de qualquer outra parte do Oriente, como a Bia pensou. Trata-se do jardim da paz o Buddha Éden no BOMBARRAL.

26/05/2014

QUEM SABE?

Mais uma vez ando perdida. Rsrs. Quem sabe onde eu estava quando tirei esta fotografia? 



A foto anterior era da ponte de  Vouzela. Desde que a linha férrea foi desativada, tornou-se uma ponte Pedonal

01/04/2014

MAIS UMA PONTE...

E mais uma ponte. Esta é uma belíssima ponte toda em pedra. Antiga ponte ferroviária, desativada  e convertida numa ponte pedonal quando o comboio deixou de passar por  aquela localidade, é ponto privilegiado para uma magnifica panorâmica. Quem sabe onde fica?




A foto anterior era realmente dos jardins do Paço Episcopal de Castelo Branco como muito bem disseram alguns dos visitantes.

30/03/2014

ESCADARIA REAL

E agora amigos? Onde se encontra esta escadaria com as esculturas dos vários reis portugueses?
A todos os que passam por aqui desejo uma boa semana.






A fonte do poste anterior era de uma fonte existente na escadaria do Santuário da Senhora dos Remédios em Lamego.

08/03/2014

CONTINUANDO COM PONTES...

Aí está. Mais uma das muitas e belas pontes que existem neste país.  Ponte romana, logo muito antiga, foi durante séculos a única travessia segura do rio onde se situa. Sofreu na época medieval um grande restauro o que faz com que tenha semelhanças com a anterior essa sim construída de raiz na época.

BOM FIM DE SEMANA


Esqueci de dizer que a ponte anterior era Ponte da Barca. Tirada de outro ângulo mas não passou à perspicácia da Olinda de  O xaile de seda.

MAIS UMA PONTE. ALGUÉM SABE ONDE FICA?

Ora bem amigos depois de uma ausência forçada, por motivos de doença estou de volta.  E com mais uma bela ponte das muitas que abundam neste país. Alguém sabe onde fica?



E claro a ponte anterior era de Ponte da Barca como muito bem disse  al w.f.
UM bom fim de semana

23/02/2014

E AGORA? QUEM ADIVINHA ?

E desta vez quem vai adivinhar onde eu estava quando fotografei esta ponte?  Alguém sabe? Bom posso adiantar que se trata de uma ponte medieval, da primeira metade do século XV e se encontra nos Caminhos de Santiago...



A foto anterior era efectivamente de Gibraltar como disse e muito bem o amigo João Menéres
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...