12/06/2018

VILA VIÇOSA

Recentemente deslocá-mo-nos a Vila Viçosa, em mais uma visita de estudo. Eu não conhecia Vila Viçosa, mas deve ser de todas as vilas e cidades deste país aquela que mais história encerra. Infelizmente a chuva também marcou viagem connosco. Acompanhou-nos em toda a viagem.
No caminho para Vila Viçosa, passamos pelo Anticlinal de Estremoz. Para terem uma ideia da grandeza desta fonte de mármore espreitem AQUI

 E chegamos a VILA VIÇOSA. Este imponente edifício, de 110 metros de comprimento, todo em mármore, data de 1501, e foi mandado construir por D. Jaime. Foi durante séculos, pertença da Casa de Bragança. De lá saiu em 1640 D. João IV, o rei que restaurou a Independência de Portugal, e deu início à IV dinastia.
Para quem estiver interessado  AQUI  podem ler a história..

 No largo do Paço a estátua equestre de D. João  IV
 Neste ângulo vê-se também a torre da Igreja que pertence ao palácio.
 Em frente do Palácio,  temos o Convento de Santo Agostinho, que infelizmente não pudemos visitar.
A foto que se segue, é como podem ver da lateral. da Igreja dos Agostinhos, integrada no Convento.

 À esquerda do Paço, aquilo que outrora foi um convento, e hoje é a Pousada do Convento.
AQUI podem visitar as instalações e quem sabe programar uma escapadinha.
 E entrámos na espaço do Palácio. Este como todos os outros bens, não são do estado, pois faziam parte da fortuna pessoal da Casa de Bragança, portanto do Rei D. Carlos e de seus filhos. Como sabem, com o assassinato do rei D. Carlos e de seu filho primogénito, toda a imensa fortuna de que eram possuidores passou para o seu filho mais novo, D. Manuel I exilado no estrangeiro após a implementação da República.
Em 1915, muitos anos antes da sua morte, D, Manuel II doou toda a sua fortuna a Portugal, mas não ao estado. O seu testamento era bem explícito e em vista disso, foi criada uma fundação, que gere todos os bens. AQUI a explicação sobre a fundação.
Se ampliarem esta foto, conseguirão ler a história do nosso último rei, D. Manuel II, que na primeira imagem, mais parece uma menina.


 Este painel pode ver-se ao centro, D. Jaime, o fundador do Palácio. A partir daqui iniciamos a visita, e não há autorização para fotografar nada, pois pertencendo o Monumento a uma fundação, a mesma detém todos os direitos de imagens. Ainda assim permitiram-nos através de janelas fotografar um pouco dos jardins, nas traseiras do palácio que o nosso apertado programa de visitas não nos permitiria visitar

 Estas duas fotos deixam antever a beleza destes jardins.

 Saindo pela porta da cozinha do Palácio, encontramos um pátio de claustro com um pequeno jardim no centro.
 Daqui se passa a outra parte que dá acesso  à antiga Real Cavalariça, onde estão dezenas de coches.

 Cá vamos nós.




 A igreja que se vê do Paço, mas que também não pudemos visitar

E pronto. Os coches ficam para a próxima postagem.

11 comentários:

  1. Lindas imagem e o céu estava nublado.Fiquei imaginando com céu lindo e azul! DEZ! Lindas! bjs, chica

    ResponderEliminar
  2. Pernoitei na Pousada e conheci o Paço!
    Adorei e deixei alguns recantos para conhecer e um dia regressar!
    Seus olhares mostram a sua beleza e convidam a conhecer!
    bj

    ResponderEliminar
  3. Pernoitei na Pousada e conheci o Paço!
    Adorei e deixei alguns recantos para conhecer e um dia regressar!
    Seus olhares mostram a sua beleza e convidam a conhecer!
    bj

    ResponderEliminar
  4. Ótima postagem, amiga, aqui seguindo...
    Aplausos!!
    Bjs

    ResponderEliminar
  5. Uma postagem maravilhosa e que jardins belos!!!!
    Abraços afetuosos!

    ResponderEliminar
  6. Ainda que com limitações, está uma bela reportagem.
    É muito visitada por excursões de caráter educativo.
    Uns 3 dias seriam o ideal para uma boa visita...
    Mais uma ótima página para o seu blogue.
    Abraço
    ~~~

    ResponderEliminar
  7. boas imagens Majo, não conhecia esses pormenores sobre o mármore de Estremoz!
    também me faz confusão a herança ter sido deixada a Portugal, e os portugueses não terem direito a tirar fotos ?!
    então o Estado não é Portugal, e não é o povo ?!
    enfim vou ler mais um bocado…
    obrigada pela bela partilha
    Angela

    ResponderEliminar
  8. Boa tarde, belas imagens da bela Vila Viçosa, conheço de passagem, por varias vezes passei, na próxima vez, vou parar com mais tempo.
    Continuação de feliz semana,
    AG

    ResponderEliminar
  9. Estive em Vila Viçosa em 2001, infelizmente foi só de passagem mas nunca mais esqueci a sensação de pequenez que senti ao ficar "esmagada" pela imponência do Paço Ducal e daquela praça enorme.
    Gostei muito de rever Elvira!

    Obrigada e um beijinho
    (^^)

    ResponderEliminar
  10. Fiquei encantada com as fotos... em especial aquelas com o pavão... e com o jardins de uma beleza imensa...
    Magnifico trabalho fotográfico, Elvira, como sempre com um suporte informativo, de primeira categoria!
    Mais um daqueles posts, para se apreciar ao pormenor!
    Adorei tudo! Beijinhos
    Ana

    ResponderEliminar

ESTE ESPAÇO É MUITO ESPECIAL. POR FAVOR TORNE-O MAIS ESPECIAL DEIXANDO A SUA OPINIÃO. BOA OU MÁ NÃO IMPORTA. SÓ COM ELA EU POSSO MELHORAR.

ESTE BLOGUE NÃO OFERECE NEM ACEITA SELOS. AGRADEÇO O VOSSO CARINHO E A VOSSA COMPREENSÃO.

MUITO OBRIGADA E VOLTEM SEMPRE.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...